sábado, fevereiro 19, 2005

Porque é no PSD o voto mais correcto

Contráriamente ao que tem vindo a ser massivamente publicitado pela imprensa manipulada, o voto no PSD é, na realidade, o mais sensato.

1)Foram eles que, em 2002, aceitaram tirar o País do pântano nas piores condições imagináveis. Num período de contração económica internacional (ataque WTC, preços petróleo, redução exportações, crescimento China, entrada novos Países UE), pegando num País ingovernável (dito por quem o deixou nessa situação e desapareceu, vagueando por esse mundo fora).
2)Foram eles que tomaram decisões difíceis de uma forma justa: todos nós fomos chamados a contribuir nesse processo. Incluindo, pela primeira vez, os bancos, que viram subir a sua contribuição fiscal.
3)Foram eles que suportaram toda essa fase dificil, que tomaram decisões fundamentais, que deram a cara por elas.
4)Foram eles que viram o seu líder ser reconhecido internacionalmente, ao ponto de ser promovido a Presidente da Comissão Europeia.
5)Foram eles que enfrentaram sucessivamente os poderosos e a imprensa instrumentalizada e suportaram a sua reacção violenta (contra PSL) contra o facto de também serem chamados a contribuir para a recuperação das contas nacionais delapidadas pelos anteriores governantes (sim, os que se preparam para voltar).
6)Foram eles que foram (efectivamente) vítimas de um Presidente sectário, partidário e desleal perante metade dos Portugueses, a quem jurou lealdade, como nunca tinha sido visto em Portugal, conseguindo superar Soares que foi mais subtil no seu ataque, menos drástico - mas mais insistente).
7)Foram eles que suportaram o golpe palaciano de Sampaio, cortando a legislatura a meio, justamente quando, depois do difícil percurso dentro do pântano, chegavam a terra firme e se iniciaria o período em que a população começaria a sentir melhorias.
8)Foram eles que viram meros episódios (troca de ministros) amplificados pela imprensa ao ponto de serem transformados em "crise" que serviu de justificação para o golpe constitucional atrás indicado.
9)Foram eles que suportaram todos os índices e referenciais negativos (défices, PIB, despesas píblicas, desemprego) herdados, por inércia, do período de (des)governação socialista que nos deixou, sós e às escuras, no meio do pântano. Afinal, pelos menos dois anos medeiam entre a definição de políticas e os respectivos resultados.
10)São eles que apresentam as melhores pessoas como garante de reformas (os actuais ministros da Justiça, Economia, Saúde juntamente com Cadilhe e outros).
11)São eles que poderão garantir que não teremos de novo a "tralha guterrista" que nos farão regressar ao pântano.
12)São eles que nos poderão evitar as indecisões (paixões, diálogos, consensos) socialistas.
13)São eles que poderão evitar que as unicas decisões tomadas sejam, justamente, as mais erradas, ou sejam, as avalizadas, quer pela CDU, quer pelo BE.

E eles têm uma personificação actual : Pedro Santana Lopes.
Por tudo isto, e muito mais, o melhor voto, será o voto no PSD.

2 comentários:

Nónio disse...

A minha declaração de voto no PSD em http://nonioblog.blogspot.com

Anónimo disse...

Concordo inteiramente. Falta salientar, embora implicito, que para uns foram tempo de vacas gordas e para outros de vacas magras.
Só não pensa assim quem tiver memória curta ou estiver mentalmente condicionado pela grande maioria da ComSuc (jornais e TV). Esses senhores sabem mais e com novas técnicas - daí o avontade com que propõe o tal choque tecnológico? - do que no antigamente.
Há que sair do "rebanho" e pensar pela nossa cabeça. É por isso e por outras que voto PSD.