domingo, fevereiro 11, 2007

Ganhou o SIM, num referendo não vinculativo

De entre os votantes, 42% dos Portugueses não abortam, em consciência.
Será suficiente para garantir o futuro do País?
Por iniciativa de Sócrates, estes pagarão pelo aborto dos outros que, com o seu "problema" (assim) resolvido, não estarão nada interessados em políticas (públicas) de defesa e em prol da família.
Provavelmente, perdemos mais uma fatia do nosso futuro...
Enfim... vamos continuar, em esforço, contra a corrente.

1 comentário:

Serafim disse...

10 aspectos a não esquecer quando se fizer a lei. Não perca em

http://leia-la-isto.blogspot.com